Skip to Content

Review// RYSE: Son of Rome

Be First!
RYSE: Son of Rome foi um dos jogos de lançamento para a Xbox One que inevitavelmente veio parar ao computador e apenas aqui ele merece ser experimentado.
Em termos de história RYSE: Son of Rome é básica e sem nenhum grande Plot Twist, somos um Mário que é um soldado romano que viu a sua família ser assassinada por bárbaros, então vai numa missão de vingança a regar o chão de Roma e de florestas com o sangue destes mesmos, pouco mais há de interesse em saber.
ryse_pc_1
No departamento da Gameplay este jogo no inicio parece ter um sistema razoavelmente mais ou menos, mas, infelizmente e para mal dos dos seus pecados, fazê-mos exactamente a mesma coisa desde o tutorial até ao fim, damos 3 ou quatro hits e depois Quick Time Events (QTE), do principio ao fim, tirando partes, como a ultima sequência do jogo que é apenas QTE. Um tremendo desperdício.
ryse-son-of-rome-05
 A razão pela qual vale a pena experimentar este jogo, e a única é mesmo os gráficos, com o apoio do seu motor gráfico Cry Engine 3 a Crytek criou uns cenários LINDOS, desde o mais pequeno detalhe das animações de execução onde vemos as caras dos bárbaros em sofrimento depois de lhes cortarem um braço ou enfiar uma espada pela garganta acima, até ás paisagens de perder a vista numa floresta ou andar por Roma a chacinar romanos com o coliseu por trás, ou até a grandiosidade que foi lutar dentro deste coliseu (um pouco aldrabado) que era imponente e mandava tamanha magnitude que por momentos pensei que o jogo era bom.
ryse-son-of-rome-1
 Não recomendo este jogo a toda a gente, apenas a quem tenha um computador muito bom para aproveitar o esforço que a Crytek colocou nos visuais. Não é qualquer jogo que vem com texturas preparas para 4k, mas este vem! 

Autor: Simao Cristo

Sou o fundador deste estabelecimento e de má ortografia. Estudo Gestão Hoteleira e comecei esta vida de gamer desde gaiato. Fui aos poucos adquirindo outros vícios como filmes, comics, animes, mangás, séries de TV

Previous
Next