Skip to Content

Review// The Legend of Zelda: Wind Waker HD

Be First!
by Dezembro 9, 2015 Criticas, Gaming, News, Nintendo, Reviews

The Legend of Zelda: Wind Waker HD é um Remaster do jogo lançado para a Gamecube, como eu certamente existem muitas pessoas que não jogaram esta pérola pois a Gamecube não foi o maior sucesso comercial do mundo. Felizmente a Nintendo decidiu lançar esta aventura do Link para a Wii U com um Upgrade gráfico e utilizando o comando da melhor forma.

Segundo o Hyrule Historia, cronologicamente este jogo acontece depois do Ocarina of Time se Link for triunfante e o Ganondorf for selado.

Seguimos assim a história de Link, um jovem que chegou à idade de vestir a túnica verde em honra do herói do tempo que salvou o mundo, como manda a tradição. Depois do tutorial somos deixados com um bâton (dos músicos, não dos lábios) e um barco à vela num vasto oceano com ilhas e tesouros por encontrar.

Sente-se genuinamente um sentido de progressão conforme ia juntando mais armas, items, habilidades e aumentando a minha vida, passei de um jovem normal que adormeceu no seu dia de anos até se tornar num herói. O combate é simples mas requer alguma estratégia e recompensa esperar pelo momento certo para contra-atacar. Já os puzzles nem sempre são fáceis de resolver, ao contrario dos jogos de hoje em dia, The Legend of Zelda deixa-te num dungeon e depois com o que tiveres no teu inventário tens de descobrir o que fazer como fazer quando fazer, muito raramente são dadas pistas sobre o que fazer e muitas das vezes essas pistas são tão vagas que só fazem sentido depois de as completares, ao principio pode ser um bocado complicado mas com o tempo tal como o nosso herói vamos ficando melhores a decifrar os puzzles.

Todas as side quests existem por um motivo, para ajudar alguém ou o mundo, não vamos recolher 100 penas de pombo porque sim, mas vamos talvez regar 8 plantas espalhadas pelo oceano para ajudar uns amigos e para que cresçam para ser árvores saudáveis. As missões são devidamente gratificadas pois recebemos sempre algo de útil para a progressão da nossa historia ou protagonista.

Visualmente o aspecto cel-shaded é muito colorido e detalhado onde qualquer momento parece um desenho, adoro especialmente velejar no barquinho com o mar calmo azul claro com uma leve ondulação com a companhia de umas amigas gaivotas num lindo dia de Sol ao som do mar e uma Banda Sonora perfeita. Há a ocasional quebra de Frames quando se luta com muitos inimigos no mar, mas não é muito usual, para compensar as expressões na cara do Link são hilariantes.

Ainda não foi desta que um Zelda dá vozes aos seus personagens sem ser o ocasional grunhido, riso, susto e afins, ainda é tudo baseado em textos, nada contra, mas no principio custou-me um bocado a emergir-me no jogo, mas eventualmente isso passou pois o a história e os diálogos são interessante, para compensar a bando sonora do jogo é, como de costume, linda. Cheia de melodias memoráveis e musicas escolhidas para os momentos certos.

O Wind Waker permite jogar apenas no comando da Wii U sem a utilização de uma TV, mas a melhor forma é mesmo com o monitor principal na televisão (sem ser para uma utilização do WC e não querer parar de jogar) pois assim o comando mostra todas as informações importantes sem ter de pausar o jogo, podemos mudar armas e itens num instante através do comando, ver o mapa para saber qual o nosso destino ou onde nos encontramos e que áreas ainda não foram visitadas entre outras funcionalidades.

TL;DR

The Legend of Zelda: Wind Waker HD é uma óptima entrada para o franchise e é recomendável para todos. É uma aventura para todas as idades com um bom enredo fácil de jogar mas que ao mesmo tempo consegue desafiar-nos com alguns dos seus puzzles e bosses. Tanto o seu visual cel-shaded como a sua grandiosa banda sonora são pontos muito positivos que tornam esta aventura muito especial.

Autor: Simao Cristo

Sou o fundador deste estabelecimento e de má ortografia. Estudo Gestão Hoteleira e comecei esta vida de gamer desde gaiato. Fui aos poucos adquirindo outros vícios como filmes, comics, animes, mangás, séries de TV

Previous
Next