Skip to Content

Rei Artur – A lenda do filme que foi melhor que os outros | Review

Rei Artur – A lenda do filme que foi melhor que os outros | Review

Be First!

Rei Artur, a Lenda da Espada retratar a história de um jovem (Charlie Hunnam) que cresceu nas ruas de becos mais obscuros da cidade. E que vê a vida que sempre conhecia mudar de um momento para o outro quando retira a espada da pedra. Nessa altura, vê-se forçado a reconhecer o seu título, a relembrar um passado sombrio e lutar contra o seu tio (Jude Law) que detêm agora o poder.

As cenas de acção eram simplesmente uma obra de arte. Não só eram rápidas, como introduziam elementos visuais diferentes dando uma dimensão ao filme tal que o espectador submergia no mundo da tela. O filme conheça em grande com um bocadinho de história de como tudo começou e as primeiras cenas fizeram com que ficasse “uau” com o que estava a ver.

Depois a forma como o desenvolvimento da personagem principal, desde pequeno até adulto,  foi apresentada foi bastante diferente e bastante típica de Guy Ritchie assim como os diálogos entre personagens. Diálogos esses que para além de serem super cómicos, achei tão brilhantemente construídos, que foram a minha parte preferida do filme. A descrição que as personagens faziam dos acontecimentos ao mesmo tempo que víamos as imagens dos mesmos foi impecável.

Tanto a nível de diálogo, sendo sempre bastante rico e interessante, como a nível de desenvolvimento de personagens Guy Ritchie foi bastante competente no seu trabalho.

O ratio de cenas de acção para cenas de desenvolvimento de história e personagens estava bastante bom na minha opinião. E o ritmo da acção não era quebrado pelos momentos algo que costuma acontecer em filmes deste género.

Tanto Charlie Hunnam como Jude Law foram bastante bons nos seus papéis pois deram seriedade às personagens que representava.

Como qualquer filme de acção existente momentos que estão presentes pelo suspense e acção e não fazem sentido como acção lógica que a personagem teria tomado.

Se a expectativa for um grande filme cheio de plot twists e com uma lógica complexa e estratégica, este não é esse tipo de filme. O plot é bastante linear, havendo poucos plot twists e alguns tão óbvios que o deixam de ser. No entanto, não compromete de todo o filme, simplesmente não o torna brilhante.

O meu ponto negativo principal surgiu quando apareceram personagens secundárias de outros filmes e séries e que não foram capazes de ser mais que as personagens pelas quais as reconhecemos. Por exemplo, aparecem algumas personagens de Game Of Thrones e para mim, a personagem que os atores estavam a interpretar eram as de Game Of Thrones e não a dos Rei Artur.

Conclusão:

Apesar de uma história linear o Rei Artur foi um bom filme que me deixou entretida do início ao fim e por isso dou a Rei Artur, a Lenda da Espada 8/10. <- O Simão concorda com esta pontuação

Autor: Catarina Vieira

Passo 50% do meu tempo a ver filmes, series e animes e os outros 50% a falar sobre eles. No tempo que me sobra sou estudante de Informática.

Previous
Next